Mais de 70% dos brasileiros têm interesse em gerar energia solar.

 

Pesquisa encomendada pela Ong Greenpeace mostrou que 80% dos brasileiros estão conscientes de que podem gerar sua própria energia solar e 72% estaria disposto a fazê-lo. Em 2015, a média nacional de aumento da conta de luz foi 50%, em 2016 foi 30%, e isso pesa muito no bolso dos brasileiros”, avalia a coordenadora da campanha de Energias Renováveis do Greenpeace, Bárbara Rubim.

De acordo com  Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), no Brasil, a geração de energia solar pode ser dividida em dois grandes segmentos de mercado: a centralizada – que são as usinas de grande porte que produzem energia e a distribuem aos consumidores -, e a distribuída, que são sistemas instalados nos telhados de residências, comércios, indústrias e prédios públicos. Absolar ainda informa que a maioria dos usuários desses sistemas, 79%, são pessoas em suas próprias casas gerando energia solar fotovoltaica para reduzir seus gastos de energia elétrica e contribuir com o meio ambiente.

O indicativo é que cerca de 15% dos projetos para geração de energia solar no Brasil são realizados por prédios comerciais, como farmácias, supermercados, postos de gasolina, além de empresas que trabalham com prestação de serviços, como escritórios de engenharia, arquitetura, advocacia, clínicas médicas. “Isso acontece porque, no país, gerar energia através de sistemas fotovoltaicos já é mais barato do que comprar essa energia de terceiros. Faz muito sentido as pessoas fazerem o uso dessa tecnologia.”

 

Fonte: http://br.rfi.fr/brasil/20170216-mais-de-70-dos-brasileiros-tem-interesse-em-gerar-energia-solar